Recursos para pastores

Para não estragar cerimônia de casamento: 9 dicas

Para não estragar cerimônia de casamento: 9 dicas

Faz parte do ministério pastoral realizar ofícios de casamento. É muito fácil “acabar” com a cerimônia, por isso, damos aqui dicas para não estragar cerimônia de casamento: 9 dicas – tão esperada pelos noivos e familiares.
Os noivos durante o processo de casamento pensam em todas as coisas: decoração, festa, músicos, local, padrinhos, comidas, roupas, spa etc. Pensam em tudo, menos na cerimônia propriamente dita.
Aqui mora o perigo. O perigo é escolher o pastor(a) errado para realizar a cerimônia. Para que você não seja essa pessoa, atente para o seguinte:

1. Planejar com os noivos com antecedência.

Lembre-se de que os noivos estão preocupados com as coisas que mencionamos acima. Eles já combinaram com você o dia e apenas isso. Não sabem detalhes e não entendem o que precisa ser feito na cerimônia. Eles, por exemplo, vão escrever seus próprios votos? Querem uma cerimônia mais tradicional ou mais festiva?
Por isso, chame-os e planeje com eles.

2. Lembrar que quem vai casar são os noivos e não o pastor.

Muitos pastores querem impor suas vontades para os noivos. Sugerem “mil coisas” para os já aflitos nubentes que não tem como avaliar o que é ou não é bom para a cerimônia. O pastor pode sugerir, mas não impor.

3. Certificar-se de detalhes importantes.

Ninguém conhece a história dos outros de forma completa. Por isso, pergunte para os noivos sobre a história familiar de cada um. Os pais são vivos? Estão separados? Quem vai levar a noiva ao altar é o pai ou o padrasto? É o primeiro casamento ou alguém já foi casado?
Se durante a entrevista você não perguntou nada disso, então não faça comentários que vão deixar a todos envergonhados. Já presenciei muita bola fora.

4. O casamento civil será realizado junto com o religioso?

Está se tornando comum que tanto o civil como o religioso sejam realizados no mesmo momento. É você quem irá realizar os dois? Ou o oficial de justiça fará o civil? De todos os modos a cerimônia civil deve ser feita em primeiro lugar e ai você faz uma transição para a religiosa.

5. Chegar cedo ao local.

Se for na igreja ou numa chácara, procure chegar com pelo menos meia hora antes do previsto. Vistorie se está tudo em ordem. Veja o local onde vai ficar, se o microfone está na altura correta. Em que lugar ficará o pessoal da mídia, os padrinhos e os pais.
Converse com quem está organizando para ver se há alguma mudança de última hora. Tenha uma caneta para fazer anotações.

6. Falar pouco é o segredo.

Já fui a casamentos em que o pastor pregou por mais de uma hora. Isso não é pregação, é um castigo. O sermão não deve passar de 15 minutos. Na sua fala dirija-se aos noivos na maior parte do tempo. Chame-os pelo nome. Escrever o nome deles no seu esboço é uma boa coisa. Jamais menospreze a tal de lapso de memória. Já vi pastores chamando os noivos por outros nomes. Se fizer, você ficará na história.

7. Cuidado com as alianças.

Quando lhe entregarem as alianças, cuidado para não derrubar e também não entregar a aliança errada, especialmente quando são quase do mesmo tamanho.

8. Não esquecer.

Que depois dos votos o noivo deve beijar a noiva.

Tem muitos outros detalhes pequenos, mas esses são importantes. Eu, por exemplo, se não conheço nenhuma das famílias e não tenho conhecidos naquela cerimônia, não fico para o jantar. Mas, isso é coisa pessoal.
Se você conhece os noivos, é de bom senso que você mande um presente para os mesmos, e que não seja uma Bíblia. Não faça brincadeiras de gosto duvidoso. Não faça comentários sobre a roupa dos noivos que não seja para elogiar.
Cuidado com o pessoal da mídia. Eles é que vão pedir para você não atrapalhar e não o contrário. Quando possível, trabalhe em harmonia com os mesmos, pois os noivos estão pagando muito pelas fotos e filmagem.
Quais são as suas dicas para uma boa cerimônia de casamento? Compartilhe com os nossos leitores.
Antonio Carlos Barro

www.sermão.com.br

Comentários