Recursos para pastores

10 dicas que ensinarão você a amar

Coloquei no título “dicas” no lugar de “mandamentos”, justamente porque olhamos para ordens, mandamentos, regras e nos sentimos coagidos por elas como se fossem ruins para nossa vida.

Bem, em certo sentido sim, são, mas existe muito mais por baixo, em camadas que podemos descamar e ler o que está por baixo.

Há vários momentos na nossa vida que são emblemáticos e que fazem sentido apenas nas horas de dor e dificuldade.

É difícil demais AMAR, tanto pessoas como o próprio Deus, pois isso implica em certo “corte” de nossa própria vontade.

Jesus identifica como sendo o centro da vida humana que é feliz duas coisas: 1) amar a Deus sobre todas as coisas e 2) ao outro como ama a si mesmo. Ele diz que esse é o centro de tudo daquilo que é chamado de “lei” no Antigo Testamento e sobre a vontade de Deus para com o ser humano.

Vejamos então estas 10 dicas, para aprendermos a amar a partir daquilo que Deus deseja.

1. Deus deve ser o nosso primeiro e mais contante amor. Jesus nos instrui que devemos amar a Deus com tudo o que somos, o que significa que devemos dar a Deus toda a prioridade, toda a importância e também toda a adoração. Amar a Deus em primeiro lugar é entregar nossa vida a ele de tal forma que a direção de tudo em nós segue o caminho proposto por ele e aí vem uma consideração negativa que para fazer isso não devemos permitir que outras coisas ou pessoas entrem nesse lugar primeiro. Ele, Deus, deve ser o primeiro amor que invade nosso coração, alma, mente, força vital.

2. Não devemos tentar redefinir quem Deus é. Quando a Bíblia proíbe-nos de fazer uma imagem de Deus está justamente nos orientando para não tentarmos definir (ou redefinir) quem Deus é, qual forma que ele tem, com o que se parece, porque isso seria domesticar Deus para nossos parâmetros e faze-lo ser um ser que pode ser controlado, manipulado, utilizado. Uma imagem é a tentativa de confinamento de Deus a um conceito humano. Deus é grande demais, poderoso demais para que possamos moda-lo de acordo com nossa imagem e semelhança. Quando não tentamos redefinir Deus então o amamos como ele é e não como gostaríamos que ele fosse.

3. Para amar é preciso respeitar a quem se quer amar. O nome de Deus simboliza o que ele faz e quem ele é. Quando a Bíblia nos orienta sobre tomar o nome de Deus em vão não está dizendo que não devemos falar o nome dele, como alguns inspirados por judeus o fazem nos dias de hoje, mas sim, que devemos respeitar o que esse nome, Deus, simboliza e portanto decidir ama-lo com tudo o que ele é, com respeito pela pessoa dele. Isso fazemos quando olhamos para as duas primeiras questões lançadas aqui: quando Deus é nosso primeiro amor e quando não tentamos redefini-lo como pessoa aprendemos a respeita-lo e assim o honramos com nossas palavras, com nossa vida, com nossas atitudes. Para aprender a amar a Deus é preciso ter o desejo de dar glória a ele pelo que ele é e por tudo aquilo que ele faz.

4. Para aprender amar alguém devemos nos dedicar a passar tempo com essa pessoa. É interessante como a Bíblia nos orienta a separar um dia para estarmos com Deus – o dia do Senhor. No AT a referência é ao sábado. Creio que mais importante que o dia em si é o Senhor desse dia e o tempo dedicado a ele com sinceridade. Você pode se perguntar: sendo Deus quem é, todo poderoso, como é que vou separar um tempo para estar com ele – ele não está comigo o tempo todo? Sim, claro, mas lembre-se do seguinte: podemos estar no meio de uma festa e nos sentirmos solitários, você pode andar no meio de uma multidão e sentir-se só. Você tem Deus do seu lado sempre, mas será que sempre o está percebendo? Dedicando atenção com qualidade para ele? Quantas vezes não podemos estar “programados” para deixar Deus de fora das nossas vidas? Num casamento, quanto tempo mais passamos com nosso cônjuge mais intimidade temos com ele. Com amigos também é assim. Não seria diferente com Deus.

5. Para aprendermos a amar é preciso que no nosso mais antigo relacionamento a honra esteja presente. Amar o pai e a mãe é algo maravilhoso para o ser humano. Isso não quer dizer que pessoas que não foram criadas pelos seus país ou foram abandonadas não podem aprender a amar. O pai e a mãe que devemos honrar é mais do que meramente um laço biológico ou adotivo, mas é justamente dar honra para aquelas pessoas que foram responsáveis por nos tornar quem somos. Quando a Bíblia nos orienta a amar pai e mãe, logicamente dentro da cultura judaica isso está implicito na família, pois sabemos que tudo começa em casa.

6. Para aprendermos a amar as pessoas é necessário que valorizemos a vida. O valor a vida é um bem humano inegociável não somente porque é um direito humano, mas porque também é um direito divino decidir sobre a vida – não é nosso direito. De uma forma geral não temos condições de julgar quem deve morrer ou quem deve viver, pois a grande maioria de nós não exerce esse ministério de ser juiz da vida de outros. Para aprender a amar é necessário perdoar e não vingar os problemas que nos aconteceram. O amor não traz consigo registro de erros do outro, quando assim o fazemos estamos impedindo-nos de amar o outro. Devemos sempre confiar que Deus saber o que fazer com outro – ele sabe o que deve fazer de melhor diante dos problemas na vida.

7. Para aprender a amar é preciso não ser egoísta. O amor sempre protege, suporta, confia, espera e estende sua paciência. Quando a Bíblia orienta-nos para não cometer adultério está justamente nos dando a opção de amar além do aparente. Adulterar é ser infiel a um compromisso firmado. Mesmo quando a relação é tensa, vale a pena mantermos o compromisso firmado, se desejamos aprender amar as pessoas. Quem ama não mente é sincero com seus sentimentos. Quem ama abre o jogo antes mesmo de vacilar e fazer besteira. Quem ama quer o bem do outro mesmo que esse bem se volte contra nós mesmos.

8. Quem deseja aprender a amar não toma de alguém algo que não lhe pertence. Não é preciso pensar aqui somente em objetos, mas podemos roubar muitas coisas – desperdiçar tempo por exemplo. Podemos também roubar ideias de outros, plágio é algo nesse sentido, mas também não dando o crédito devido para algo que estamos realizando a partir de pessoas que lideramos, por exemplo. Podemos roubar o bem emocional do outro, furtando-lhe a condição de bem-estar por não cuidar das pessoas como devemos. Para aprender a amar é necessário deixar com as pessoas tudo aquilo que é direito delas.

9. Para aprender a amar é necessário dizer sempre a verdade sobre as pessoas. O testemunho que damos sobre alguém pode enaltecer, mas também pode arruinar a vida de alguém. Não temos controle sobre a dignidade do outro, pois isso lhe é próprio, mas sobre a reputação podemos manchá-la, derrubá-la, fazer desaparecer não somente com ações e palavras (ativamente), mas também com omissões para com pessoas (passivamente), deixando com que certos rumores continuem a caminhar mesmo quando podemos fazer algo a respeito.

10. Para aprender a amar é necessário ficar feliz com o que os outros têm. O amor não se firma em inveja ou cobiça. A cobiça nos leva para longe dos relacionamento saudáveis e nos desviam do objetivo de amar ao outro como amamos a nós mesmos. Devemos realmente aprender que as coisas e as relações que o outro tem são importantes para ele e não para nós. O que é do outro não somente deve ficar fora das nossas mãos (tomar) como também de nossos desejos (cobiça).

Você deve ter notado que as dez dicas são na verdade os 10 mandamentos que Deus nos deixou através do Antigo Testamento. Faz bem revisitá-los e tentar enxergar mais coisas aí nessas palavras.

Se notar concretamente verá que tudo começa com nossa relação com Deus (pontos de 1 a 5) e flui para a relação horizontal que temos com as pessoas (pontos de6 a 10). Tudo começa com Deus e no fim a nossa relação com as outras pessoas também voltará em glorificação para com ele.

O que tudo isso diz a você?

Gedeon Lidório

guest
1 Comentário
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Janete Melani
Janete Melani
5 anos atrás

Nossa, que coisa legal! Os 10 mandamentos, só que falando em outra maneira.
Parabéns !!!