Recursos para pastores

5 coisas que o pastor deve fazer com respeito ao louvor

culto e musica

Tem muitos cânticos que tocam o coração.
Quando ouço, por exemplo, Santo Lugar, Autor da Minha Fé do Logos; as canções do Missões e Adoração, gente como Edilson Botelho, Ed Henriques, João Alexandre, Josué Rodrigues, Nelson Bomilcar, Jorge Rehder (saudades), Jorge Camargo e tantos outros, eu agradeço a Deus.
Alguns hinos, todavia, ficam para sempre na memória de quem cresceu cantando letras que nem faziam muito sentido para os jovens e adolescentes, mas a gente cantava e decorava os velhos hinos.
Vez por outra um deles retorna ao pensamento. Algumas partes vão faltando (também lá se vão 30 anos sem cantar os mesmos), e a memória vai lutando tentando lembrar as palavras. Graças ao Google fica mais fácil relembrar.
Hoje, lembrei do esquecido hino Serviço do Crente. Famoso na época, era cantando domingo sim, domingo não.
A segunda estrofe diz:
-Vamos nós trabalhar e os famintos fartar,
-Para a fonte os sedentos depressa levar!
-Só na cruz do Senhor nossa glória será,
-Pois Jesus salvação por seu sangue nos dá!
Veja que quando nem sabíamos disso, o hino já nos convocava à missão integral. Não fazia distinção entre fazer o bem e evangelizar. As duas coisas nascem na cruz do Calvário e as duas glorificam a Deus.
Você, como pastor:
1. Fique atento ao que se canta em sua igreja.
Tem muitas letras que não refletem a sã doutrina do evangelho. Feita por gente que não entende nada de Bíblia e nem de teologia (também de Português). Não tenha receito de tirar a música do culto, de modificar a letra etc.
2. Oriente os líderes do louvor sobre o que a igreja vai cantar.
Você tem a prerrogativa de selecionar as músicas e que elas estejam alinhadas com sua mensagem, com o que você está ensinando a igreja. As músicas entram como auxílio pedagógico.
3. Ressuscite alguns hinos.
Muitos hinos também não dizem nada com nada. Mas a grande maioria tem letras bíblicas e vale a pena cantar pelo menos um ou dois durante o culto. Os mais jovens devem valorizar e certamente vão apreciar entoar esses velhos hinos.
4. Eduque os ministros de louvor.
Tantos os jovens do louvor, os membros do coral, organistas etc. Todas essas pessoas precisam de ensino sobre o papel da música na igreja. Teologia e bíblia vão ajudar na fundamentação musical desse povo.
5. Dê espaço para as crianças no culto.
A criançada deve participar mais dos cultos, especialmente cantando. Pastor esquece que dos pequeninos vem o perfeito louvo.
Que o seu alvo seja a glória de Deus e não a estética do culto que deve ser bela, elegante. Todavia, o fim do culto não é o culto, mas sim a pessoa de Deus.
Graça e paz!
Antonio Carlos Barro

Deixe um comentário

avatar