Recursos para pastores

A profissão de pastor no contexto brasileiro

estudar para ser pastor

– Um médico se aposenta – vai ser pastor

– Um dentista tem tempo livre – vai ser pastor

– Um psicólogo está sem clientes – vai ser pastor

– Um fisioterapeuta não encontra emprego – vai ser pastor

– Um administrador arruma um sócio – vai ser pastor

– Um publicitário entende de marketing – vai ser pastor

– Um jornalista fala bem – vai ser pastor

Todos tem algo em comum: poucos passaram por uma escola de teologia. Afinal a igreja não precisa mesmo de teologia, pois a teologia mata e tira o fervor de quem a estuda, por isso, é melhor ficar longe da academia, dizem alguns super espirituais.

Isso na verdade incomoda um pouco, mas o que incomoda mesmo é que se a pessoa quer tomar conta de uma igreja, ser o pastor de um povo, porque não lê um pouco de teologia, história do cristianismo, introdução ao NT ou VT, ou outras matérias básicas?

Mas não! O sujeito insiste em ignorar as ferramentas que pessoas gastaram anos para produzir, tais como dicionários, comentários, livros de teologia, etc. A gente sugere um curso rápido, a leitura de um livro. Perda de tempo, afinal o “pastor” já sabe onde fica o livro de Salmos e já ouviu que Paulo perseguia os cristãos. Para que saber mais?

Grande parte do povo evangélico é tão ou mais ignorante a respeito da Bíblia que qualquer coisa que se fala está bom. Mas, temos que entender que esses “novos pastores” surgem no vácuo deixado pela falta de vocação ministerial. Poucos jovens nos dias de hoje são atraídos ao ministério pastoral. Preferem outras profissões que certamente trarão mais conforto financeiro. Poucos pastores incentivam a vocação pastoral em suas comunidades.

Outro dilema que não podemos esquecer é que os pastores dormem no passado. Não estudam mais, pregam as mesmas experiências de sempre, reciclam os sermões o tempo todo e ainda falam mal que dá desgosto. É nesse cenário que surgem esses “novos pastores” com um discurso moderno, bem elaborado e cheio de estratégias para isso e aquilo. Não nos esqueçamos de que são pessoas que vem do business, do mercado e por isso sabem bem com fazer um bom discurso.

Queremos que todos os crentes usem seus dons para o avanço do reino, todavia, é necessário respeito para com as coisas de Deus. O preparo teológico jamais acaba, seja ele feito numa faculdade de teologia ou por conta própria (autodidata).

ACBarro

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments