Recursos para pastores

8 traços de uma liderança efetiva na igreja

Tenho uma certa relutância em dar característica para líderes enumerando-as, por que penso que alguns podem levar esta informação e reduzi-las a uma simples fórmula; outros podem talvez ver que isso está centrado demais no ser humano e pensando que nega-se com isso a vontade soberana de Deus.

Estas listas não representam uma receita, uma fórmula, antes de mais nada ela são observações, que são frutos do discipulado que fazemos de líderes e as conclusões acabamos por colocar nestes artigos.

Tenha em mente que é uma composição desses traços que distiguem os líderes que são eficazes em seu ministério de outros líderes. Muitos destes líderes eficazes partilham alguns destes traços, mas não todos.

1. Fidelidade Bíblica. Sem exceção, esses pastores e líderes que são eficazes, estão dispostos a encarar a Palavra de Deus como verdade. Não só acreditam na sua veracidade, como vivem apaixonadamente a sua crença.

2. Ministério de tempo mais longo. Os líderes que estudamos estão dispostos e até querem ter ministérios de longo prazo em uma igreja. Embora isso em si não é a chave para uma liderança eficaz, uma série de pastorados de curto prazo raramente permitem um tempo para estabelecer a liderança duradoura em uma igreja. Em um dos nossos inquéritos nacionais de pastores, encontramos o prazo médio pastoral a ser de 3,6 anos. Mas, em diferentes estudos de líderes eficazes, esses pastores tinha um prazo médio variando de 11,2 a 21,6 anos.

3. Humilde confiança. Em nossas entrevistas subjetivas com líderes eficazes da igreja em todo o país, os nossos entrevistadores repetidamente relataram que os líderes tiveram uma confiança clara e convincente sobre sua própria liderança. Mas essa confiança não era arrogância. Ao contrário, sua confiança era centrada mais no que Deus estava fazendo e menos em suas próprias habilidades inerentes.

4. A aceitação de responsabilidade. Nós não ouvimos desculpas para o ministério ineficaz a partir desses líderes eficazes, embora muitos deles experimentaram períodos prolongados de lutas e diversidades. Em vez disso, esses pastores aceitaram a responsabilidade de liderança que vem com a sua posição, e se recusaram a culpar as circunstâncias ou outras pessoas quando ocorrem as vezes inevitáveis conflitos e desafios.

5. O amor incondicional das pessoas. O ministério pode se sujar, estabelecendo um nível de confiança e amor baixo por parte das pessoas e os próprios cristãos podem ajudar nisso. Muitas vezes, é difícil amar aqueles que se queixam e atacam, mas esses líderes eficazes, sem nenhuma reivindicações de perfeição, ainda expressam um amor intenso para os membros de suas congregações. Em alguma medida, eles aprenderam a amar como Cristo nos amou.

6. Persistência. Porque esses líderes têm uma perspectiva de longo prazo para seus ministérios nas igrejas onde servem, eles são capazes de levar o progresso em direção a um passo incremental de cada vez. Isso não quer dizer que eles têm uma atitude de deixar acontecer; ao contrário, esses pastores são incrivelmente persistentes.

7. Foco extremo na visão do alcance ministerial. Uma parte integrante das vidas desses líderes eficazes é a sua paixão e visão para alcançar as pessoas que não eram cristãos e que não faziam parte de suas igrejas. Dizer que estes líderes estão focados evangelisticamente seria um eufemismo. Eles são apaixonados por alcançar os perdidos e sem igreja, e as visões eles comunicadas refletem, inevitavelmente esta prioridade.

8. Um desejo de um legado duradouro. A ambição e a movimentação desses líderes não pode ser negada. Mas que a ambição não se limita a seus sucessos pessoais. Eles são ambiciosos para as suas igrejas para que sejam prósperas e saudáveis, bem além dos seus ministérios e até mesmo sua vida. O legado que desejam não é o deles, mas o do ministério, de Cristo.

Em última análise, não podemos saber o quanto de habilidades de liderança são inatas e quanto pode ser adquirido. Esses líderes vão dizer-lhe, no entanto, que eles têm feito progressos significativos em se tornar melhores líderes. Tais são os seus testemunhos. E talvez, na força de Deus, podemos seguir esses exemplos e tornar-se os tipos de líderes que Deus quer que sejamos.

Abraço,
Gedeon Lidório
Adaptado de Christianpost

guest
1 Comentário
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Felipe Pires
Felipe Pires
5 anos atrás

Ser líder dentro de uma comunidade não é fácil. Graças a Deus que existem pessoas que não recuam diante das dificuldades.

Artigo muito bom. Deus continue abençoado sua vida coor. Gedeon.