Recursos para pastores

Pastor: ser ou não ser?

pastor ser ou nao ser

O pastor pode vez por outra cansar-se de seu trabalho assim como qualquer outra pessoa se cansa do seu. Todavia, no frigir dos ovos ele ou ela deve gostar do que faz caso contrário, porque razão decidiu ser pastor?
Não gostar do que faz ou ficar o tempo todo lamentando da dureza do ministério pode levar o crente a perguntar ou questionar sobre a vocação do pastor. E ele tem razão em questionar.
O pastor que só lamenta e não tem alegria em fazer um visita a um doente no hospital, não tem tempo para administrar a igreja, não gosta de pensar nos ministérios e nem aprecia o bonito trabalhar de estudar as Escrituras para preparar um sermão deveria repensar seu ministério. Se isso for uma constante, então essa pessoa deveria seriamente refletir sobre o seu chamado, porque continuar no ministério e tornar a sua vida e a vida dos outros bastante miserável não vale a pena.
Agora, pode ser que o pastor esteja passando por uma crise no ministério e isso é bem mais comum do que se imagina. Há momentos que pensamos em desistir, de abandonar o barco e fazer outra coisa na vida.
Tem solução para essa crise pastoral?
Sim, creio que sim. Primeiro, é preciso honestamente reconhecer que está passando por crises e pedir ajuda a um conselheiro, um pastor mais experiente, um colega, etc. Ler livros sobre ministério, ver filmes biográficos, etc.
Com calma e bastante oração o pastor recupera a alegria do pastorado e volta a ser uma bênção.
Para o que não tem chamado e não tem prazer em ser pastor o melhor é fazer outra coisa, tornar-se um líder na igreja e ajudar o próximo pastor.
ACBarro

Deixe um comentário

avatar